Email marketing poderoso: Quero-te tanto!

10 Abril, 2018
Posted in Estratégias
10 Abril, 2018 admin

Imagine a sua estratégia de email marketing como o coração do seu hub digital. Os emails são músculos verdadeiramente poderosos a gerar oportunidades de valor. Impulsionam mensagens através de assuntos bem construídos, comportam-se como bombas prementes de novidades e colocam em primeiro a experiência do consumidor. Pense cada email como a última carta para aquela pessoa.

Músculo vital

O email marketing é uma das ferramentas com maior retorno sobre investimento (ROI). Isto significa que o email não só é um dos canais prediletos pelas PME para divulgar como garante ganhos aos investidores como poucas estratégias digitais.

O que é o ROI (ou return over investment, em inglês) em email marketing?

O desempenho dos emails enviados tem diferentes níveis, influenciando ou não o volume de vendas e as oportunidades geradas. Perguntas centrais:

  1. Qual é o impacto do email no ciclo de vendas de um produto ou serviço?
  2. Quantas pessoas visitaram o website através de links no email?
  3. O blog tem mais visitas quando envia uma newsletter com as últimas publicações?
  4. Qual é a receita gera pela estratégia de email marketing?

A quarta questão é basilar e leva em consideração os custos de email marketing e a receita gerada.

Custos versus Receitas

Quais são os principais custos?

  • O preço de contratação de um domínio de email próprio.
  • Um software de email marketing, SMS marketing e marketing automation (a digitalgreen utilizada o software português E-goi).
  • Construção de layouts para newsletters e desenvolvimento de estratégias de marketing de conteúdo.
  • Análise das métricas e resultados, com foco para a definição de KPI’s, análise de dados e ajustes necessários para melhorar performance.

Como se calcula a receita geral pelo email enviado?

  • A pergunta que deve fazer é: o que acontece depois de enviar um email? Cai no spam, o leitor coloca no lixo ou clica?
  • O melhor método é analisar a partir do Google Analytics, uma vez que a ferramenta mostra o caminho realizado pelos seus contactos. Conseguirá responder a todas as questões e concluir se o seu investimento é eficiente.

Genericamente, o email marketing tem um ROI de 3800%, de acordo com estatísticas de marketing digital referentes ao ano de 2017.

Email marketing poderoso - digitalgreen

Experiências personalizadas

Os processos de marketing automation deixam em piloto automático todo o ciclo de vida dos seus contactos, desde leads a clientes de longa data. Adotar uma estratégia de automação permite tornar o processo de venda mais eficiente, autónomo e personalizado.

2018 é o melhor ano para ser consumidor. As experiências digitais personalizadas são um dos principais pontos de investimento de empresas e marcas para se afirmarem online e gerar relações fortes. A digitalgreen é especializada em construir e desenvolver experiências digitais invencíveis, focadas no valor das tecnologias digitais e sociais.

Email marketing poderoso - digitalgreen

O marketing automation é o aliado natural do E-commerce e está acessível a todas as plataformas online, desde a Amazon às marcas de nicho. Porquê?

  1. Interação moderna, personalizada e eficaz com os consumidores. O marketing automation utiliza os insights sobre o navegador para otimizar o caminho de decisão de compra e oferecer os pontos relevantes no diálogo entre empresa e cliente.
  2. A personalização é um investimento central da economia digital. O fim é ser feliz nas compras online, com o cliente a sentir-se especial e único.
  3. O tracking permanente das ações do utilizador apenas é possível com o marketing de automação, assim como a personalização de experiências com ganhos de eficiência.

Taxas de abertura do email marketing

Receber emails na nossa caixa de entrada tornou-se normal e todos nós já reclamamos da frequência excessiva com que somos massacrados por marcas e blogs a promover produtos e serviços. Contudo, ao contrário do que possa pensar, a tendência é de aumento das taxas de abertura e não o contrário. É verdade. A relevância, a frequência e a mobilidade dos emails estão a aumentar. A consequência é o crescimento das taxas de email.

Se utilizar o email para divulgar, saiba que a sua estratégia nunca mais tanto sentido como hoje. No entanto, as tendências mudaram e a exigência explodiu.

Leia também: Qual é o seu humor digital? Conte-nos tudo

E agora?

É um dos profissionais de marketing, empreendedores ou empresários que, perante a frase ‘Email marketing poderoso’, diz: “Quero-te tanto!”? O caminho para o sucesso em email marketing diferente de empresa para empresa. No entanto, a digitalgreen tem sugestões e dicas que podem fazer a diferença em qualquer estratégia.

Erros a evitar – top 5

  1. Não definir tempo máximo para escrever emails dá margem para divagações e o risco de perder o timing é elevado.
  2. Abalroar a segmentação para poupar tempo. Pensar em subníveis é fundamental, nomeadamente em quatro pilares: assunto, conteúdo, layout e base de dados.
  3. Enviar emails sem autorização. Não compre bases de dados ou envie emails sem o consentimento expresso das pessoas. O novo regulamento geral de proteção de dados (RGPD) está a chegar e a sua empresa precisa de estar preparada para as mudanças. A proteção dos dados pessoais na era digital tem sido o calcanhar de Aquiles que esta mudança nas leis de proteção de dados pretende resolver.
  4. Não ter uma mailing list segmentada. Dificilmente vende apenas um produto ou serviço. E mesmo que o faça, deve ter diferentes perfis de consumidores. O ideal é segmentar a mailing list de acordo com critérios que considere relevantes: localização, empresa, função e tipo de lead são apenas os mais evidentes. Segmentar de acordo com a heterogeneidade do seu público-alvo é indispensável.
  5. Estratégias de email marketing e de marketing de conteúdo desligadas. O conteúdo relevante é uma das razões para o crescimento da taxa de abertura dos emails. Todavia, não basta ser relevante. É necessário que seja interessante e apelativo. Ofereça conteúdo informativo, atual e exclusivo.

(não resistimos a partilhar mais)

  1. Formulários de contacto ou subscrição extensos. A segmentação exige formulário de contacto bem construído mas não se deixe levar pela tentação de criar autênticos questionários para teses de mestrado.
  2. Nunca faz testes A/B. O potencial da internet, entre outros motivos, reside na oportunidade em realizar teste A/B para polir estratégias e afinar a forma como comunica com os seus contactos. Faço para tudo: títulos, formato do email, organização do conteúdo, cores utilizadas, landing pages, entre outros.
  3. Não usa ou repete call to actios. Os apelos à ação (CTA, sigla em inglês) explicam ao utilizador o que pretende que faça depois de ler o email. O objetivo é que saiba mais informações, é que compre o produto ou que ligue para o comercial? Comunique de forma clara, concisa e curta. A sua missão é facilitar a vida do consumidor.
  4. Landing pages incorretas. Não envie os utilizadores para páginas erradas a pensar em formas de aumentar a interação no website ou em promover um produto que afinal não está na newsletter. É um erro crasso.
  5. Emails em imagem. Utilize apenas emails em template HTML de forma a não correr o risco de os mesmo não serem vistos por grande parte da sua audiência. Os templates HTML permitem criar campanhas à sua medida, adicionando imagens, textos, botões, entre outros.

Finalmente…

  1. Perder o timing. O timing é mesmo tudo e perder o momento certo para comunicar pode levar à não conversão de um lead ou à não fidelização de um cliente, por exemplo. Não enviei os seus emails em massa nem deixe que a frequência seja muito espaçada.
  2. Ignorar as pessoas que pediram para desativar a subscrição. Um pedido para anular a subscrição não precisa de ser visto como uma fatalidade e ignorar nunca é a solução. Quando a pessoa pede para não receber mais, deve mesmo retirá-la da base de dados.

O que deve fazer?

  1. Defina um calendário de email marketing.
  2. Atualize a sua lista de contactos regularmente.
  3. Escreva conteúdo exclusivo, com sinónimos e apelos à ação.
  4. Não abdique do senso comum.
  5. Envie emails personalizados e em quantidades reduzidas.
  6. Escolha imagens otimizadas, sobretudo no que diz respeito ao tamanho.
  7. Verifique sempre se o conteúdo está pronto para envio. Faça testes A/B.
  8. Invista no design dos seus emails.
  9. Não faça spam.
  10. Opte por formulários de subscrição fáceis.
  11. Não descure o assunto do email.
  12. Ofereça opções aos seus contactos.
  13. Promova a partilha.
  14. Otimize para o mobile.
  15. Seja original na forma de comunicar: texto, vídeos, webinars, ebooks, entre outros.
  16. Rastreie, analise e reveja.
  17. Compense os seus subscritores.
  18. Aposte no marketing de conteúdo. Desta forma, conseguirá: chamar a atenção, criar comunidades, educar o seu público-alvo, atrair as pessoas certas e aumentar a taxa de abertura.
  19. Agradeça o interesse.

Leia também: A sua empresa ainda não tem um website? Não adie mais a decisão

Os resultados

Atualmente, perto de 92% dos adultos presentes online utilizam email. Ainda de acordo com uma investigação da Pew Research,  mais de 60% utiliza diariamente. Construir estratégias de marketing digital integradas é a melhor opção para reter a atenção dos seus consumidores e construir relações de confiança. A subscrição de newsletters é apenas o início do interesse relevado pelos seus contactos. A partir daqui, compete-se alimentar o interesse. Como?

Sempre que envia um email lembre-se que está a comunicar diretamente com o consumidor e que tem a oportunidade de captar a sua atenção. Aliar o email marketing a uma estratégia de conteúdo é uma das formas mais promissoras para atrair mais pessoas, gerar mais visitas, incrementar leads e ter mais oportunidades de venda.

O que é o email marketing?

É a questão que se impõe. O email é o instrumento nobre dos empresários em Portugal, um dos canais mais comuns entre os consumidores e uma estratégia popular para os profissionais do marketing. Mas o que é o email marketing?

Email marketing poderoso - digitalgreen

Trata-se da técnica de marketing digital mais antiga e é  considera a melhor para gerar retorno do investimento. Utilizar o email marketing é fazer uso de mensagens de email enquanto canal privilegiado de divulgação e vendas.

Quais são os objetivos do email marketing?

  1. Alimentar a relação com os clientes e interessados
  2. Trabalhar a notoriedade da marca
  3. Atrair novos clientes
  4. Interagir com os utilizadores
  5. Incrementar as vendas
  6. Fidelizar clientes
  7. Construir conhecimento sobre os utilizadores

Estatísticas poderosas

– Um terço dos consumidores visitaram um website ou efetuaram uma compra online através de um email na sua caixa de correio.

– 92% dos adultos presentes online utilizam email.

– 76% dos gestores portugueses de PME utilizaram diariamente o email.

– O email marketing tem um ROI de 3800%.

O ecossistema digital tem dois objetivos-chave: intecetar interesse e gerar interesse. O email marketing é uma estratégia privilegiada para ambos os propósitos. A nossa equipa pode ajudar no desenvolvimento de novas abordagens.

O email marketing é a maior estrutura de contentores de carga para as empresas focadas em experiências digitais personalizadas. É assim que vemos o potencial desta estratégia e sempre que os nossos clientes de esquecem das vantagens, nós relembramos.

Expandimos o nosso porto (o E-goi) sempre que necessário. Um novo email representa uma nova carga repleta de mercadoria pronta para embarcar numa viagem que a levará ao seu destino final.

Fale connosco

, , , , , , , , ,