As melhores estratégias de SEO para vencer a maratona digital de 2018

15 Abril, 2018
15 Abril, 2018 admin

As melhores estratégias de SEO para 2018 são diferentes para cada canal digital. O SEO de E-commerce não pode ser igual ao SEO do website ou blog oficial, embora deva seguir uma lógica integrada e de continuidade. Os objetivos são comuns: estar no topo dos rankings, aumentar a notoriedade e gerar mais leads. Os motores de busca, em particular a Google, atualizam constantemente os seus algoritmos e critérios de avaliação de SEO (search engine optimization). Descubra se a sua estratégia precisa de ser afinada ou se a intervenção terá de ser mais profunda.

A Coalition Technologies, uma das maiores especialistas de SEO do mundo, desenvolveu uma infografia com todos os fatores que afetam a posição do seu website, plataforma de E-commerce, blog da marca, entre outros canais de comunicação digital, no ranking de motores de busca. São dezenas de elementos a considerar, distribuídos em cinco domínios:

  1. Fatores de domínio: regras de algoritmo.
  2. Fatores de page-level: on-website webspam.
  3. Fatores de site-level: sinais da marca.
  4. Fatores de backlinks: sinais sociais
  5. Fatores de utilizador:  off-page webspam

Abaixo, pode encontrar a infografia com todos os fatores.

As melhores estratégias de SEO para vencer a maratona digital de 2018 - coalition technologies

Fonte: Colation Technologies

O conteúdo é o patriarca do SEO

O ranking de uma empresa nos motores de busca depende da quantidade e da qualidade do conteúdo que partilha. No início do SEO, a produção bruta de informação era suficiente para surgir nos primeiros lugares. Em 2018, a Google tornou o conteúdo relevante no rei do SEO. Privilegia-se agora a utilização adequada de palavras-chave, o tipo de informação, a originalidade e, claro, a relevância. A produção pela produção é filtrada como spam. Como é que o conteúdo revela a sua qualidade?

  1. A forma como os utilizadores chegam aos seus canais digitais.
  2. O tempo que permanecem no website ou plataforma de E-commerce.
  3. O modo de saída dos canais digitais.
  4. A frequência com que pesquisam por conteúdo relacionado com a sua marca ou empresa.

Leia também: Email marketing poderoso: Quero-te tanto!

O conteúdo para um artigo de blog deve ser diferente de conteúdo para fichas de produto, landing pages ou categorias de pesquisa, por exemplo, Todavia, deve trabalhar uma estratégia de SEO integrada, com palavras-chaves iguais ou idênticas. Duplicar conteúdo é um desperdício de tempo e de recursos.

Dispositivos móveis

A análise de métricas e KPI’s bem definidas revelam que a pesquisa mobile está a tomar a dianteira nas tecnologias utilizadas pelos consumidores para encontrar marcas, produtos e serviços na Internet. Os motores de busca já compreenderam que o computador está a perder terreno e os dispositivos móveis governam os rankings.

Neste sentido, os algoritmos foram atualizados e a indexação de websites privilegia as páginas construídas também para mobile, referidas tradicionalmente como sendo responsivas. Atualmente, criar canais de comunicação mobile já não é um bónus ou facultativo. Tornou-se obrigatório.

Link building estratégico

As melhores estratégias de SEO para 2018 exigem link building. Otimizar websites para os motores de busca são indissociáveis desta premissa. Quanto maior for a quantidade de backlinks, melhor. Contudo, para 2018, os motores de busca privilegiarão menções por websites e outros canais digitais alheios à marca ou comunicação. Se quisermos, parceiros em link building.

O número de menções à sua marca ou a produtos e serviços da sua empresa por outros confere maior ou menor credibilidade ao seu negócio nos motores de busca.

Leia também: Qual é o seu humor digital? Conte-nos tudo

Palavras-chave

Antes de começar a produzir conteúdo ou investir em novas presenças digitais, é crucial perceber quais são as palavras pelas quais faz sentido lutar. O planeamento é o primeiro passo para atingir o público-alvo que quer e surgir nas pesquisas dos utilizadores relacionadas com a sua área de atuação. Palavras-chave com elevados volume de pesquisa mas competição baixa são prioritárias. Quer isto dizer que deve dar prioridade a keywords que são procuradas com frequências no Google mas não são ambíguas ou com muitos resultados nos resultados dos motores de busca (Search Engine Results Pages, SERPs).

As palavras-chave devem responder às questões que os utilizadores colocam nos motores de busca. Cada pesquisa é uma questão à procura de resposta ou solução. Trabalhar o mesmo grupo de keywords para todas as landing pages não é a estratégia mais adequada.

O impulso pode ser trabalhar exaustivamente as mesmas palavras-chave em todas as páginas, sem segmentar. Esse comportamento resulta no fenómeno de canibalização de palavras-chaves. Ou seja, a empresa estará a concorrer consigo própria pelos termos definidos.

Ferramentas para definir palavras-chave em estratégias de SEO

Moz Keyword Explorer

Keyword Research & Strategy with Keyword Planner

RD Station

Publicidade paga

As estratégias de SEO organizam-se em dois braços: pesquisa orgânica e publicidade paga. A segunda vertente remete para os planos de Pay Per Click (PPC) disponibilizados pelos motores de pesquisa. Estas funcionalidades permitem apresentar resultados pagos em secções específicos dos resultados de uma pesquisa no Google, por exemplo.

O investimento depende de vários aspetos, como a competição de uma palavra-chave e os cliques gerados pelo anúncio. Aspetos a considerar: palavras-chave, qualidade do conteúdo e posicionamento, tipos de publicidade e desenho de landing pages.

Rede de entrega de conteúdos (CDN)

Uma rede de entrega de conteúdos consiste numa rede distribuída dos servidores de forma eficiente com capacidade para fornecer conteúdo web aos utilizadores. Os CDNs (sigla em inglês para Content delivery network) armazenam o conteúdo em cache em servidores edge, próximos dos utilizadores, de forma a reduzir a latência.

O conteúdo estático é o conteúdo mais apropriado para as redes de entrega, nomeadamente: folhas de estilo, imagens, documentos, páginas de HTML e scripts do lado do cliente. A análise de performance e desempenho de websites depende, também, das redes de entrega de conteúdos. A digitalgreen faz auditorias digitais para identificar pontos a trabalhar, com impacto direto na velocidade do website.

As melhores estratégias de SEO em resumo

digitalgreen desenvolve soluções de SEO à medida das suas necessidades. As melhores estratégias de SEO demoram tempo a gerar resultados. Seis meses pode ser um período confortável para que os frutos comecem a surgir mas, ainda assim não existem milagres. Garantir resultados em horizontes temporais extremamente curtos não é possível.

A pesquisa orgânica, por si só, é capaz de impulsionar a posição de marcas, produtos e serviços nos motores de busca. Aliada a publicidade paga, aumenta o seu potencial. Todavia, promessas de resultados rápidos são de desconfiar. Não há margem para controlar a forma como os motores de pesquisa reagem, pelo menos na sua totalidade.

Adicionalmente, a estratégia de SEO deve ser contínua, sem quebras, e integrada. A concorrência pode estar a fazer o mesmo. O investimento é sempre a longo-prazo. Se quiser saber mais, fale com a equipa digitalgreen. Podemos ajudar a construir a estratégia de SEO que precisa para vencer a maratona digital de 2018.

O aquecimento é sempre a fase mais chata. Quando começar de facto a correr, não vai dar pelo tempo passar. Fazer pausas para descansar deixará de ser exequível.

, , , , , , , , , , , ,